Conflitos, Impingement e instabilidades articulares

Conflitos, Impingement e instabilidades articulares

Os conflitos articulares estão relacionados com uma alteração biomecânica que predispõem para fenómenos de "compressão" ou pelo contrário para instabilidade dos constituintes articulares, resultando em lesão desses constituintes e outros problemas como calcificações, bursites, tendinopatias, entre outras condições.

A abordagem de tratamento conservador é a primeira linha de abordagem, permitindo uma reeducação muscular, proprioceptiva e articular que restabeleça o movimento normal e a redução do conflito ou da instabilidade.

Exemplos mais frequentes destas condições são os conflitos femuro-acetabulares (tipo CAM, PINCER, mistos), lesões do labrum acetabular, conflitos do ombro, lesões do labrum glenoideu, luxações e sub-luxações do ombro.


Os conteúdos aqui presentes são originais, da autoria da PURAFISIO e não podem ser reproduzidos ou copiados sem autorização. Material meramente informativo. Cada condição clínica requer uma avaliação e acompanhamento individualizado.